Quando você decide investir em uma Franquia, está fazendo uma ótima escolha. É uma modalidade de negócio que tem grandes vantagens competitivas, especialmente comercializar uma marca que o mercado já conhece e consome. Mas, são as suas economias e expectativas em jogo. Por isso, é justo que algumas perguntas sejam respondidas para dar toda a segurança que você precisa e quer. E quais são elas?

Você já se fez essas 3 perguntas fundamentais para escolher uma Franquia?

Antes de entender uma Franquia no detalhe, existem três questões fundamentais ao escolher uma Franquia.

Você tem afinidade com o segmento?

Empreender é uma decisão importante e de longo prazo. Nada é mais positivo do que trabalhar todos os dias com um produto ou serviço que você gosta muito ou que tenha uma experiência profissional anterior e positiva. Assim, você manterá sua motivação em alta e transmitirá para a sua equipe.

Existem muitas ideias de negócios no Franchising. Se você, por exemplo, tem experiência com Ensino, uma Franquia de Educação pode ser uma ótima alternativa.

Você conhece o perfil de trabalho em uma Franquia?

Em uma Franquia, você não terá liberdade para criar novos produtos ou alterar os aspectos técnicos e comerciais dos atuais e deverá cumprir vários requerimentos da marca.

O objetivo é garantir a qualidade que leva a marca a alcançar os resultados que chamaram a sua atenção para investir. Portanto, se você prefere a liberdade com os desafios de um voo solo, essa é a hora de repensar se a Franquia é a melhor escolha.

Você tem o capital necessário para abrir uma Franquia?

Aqui não estamos falando apenas do investimento inicial, da taxa de franquia e do capital de giro, mas também da reserva pessoal, porque a Franquia tem um prazo de retorno, como todo negócio, e oscilações fazem parte do mercado, especialmente do Brasil.

Portanto, é essencial ter uma reserva que suporte o orçamento doméstico durante o tempo estimado de retorno do investimento. Assim, você poderá focar todos os esforços na Franquia sem preocupações com a sua vida financeira.

Se você passou por estas primeiras questões e quer investir em uma Franquia, vamos abordar algumas perguntas que deve fazer para a franqueadora e que vão ajudar na sua decisão.

1 – Quais as responsabilidades e direitos com a Franquia?

Esta é uma questão que se desdobra em uma série de aspectos financeiros e legais, e pode ser previamente respondida com a COF, a Circular de Oferta de Franquia, que é fornecida pela franqueadora na reunião com o candidato.

Esse documento relata o que cada parte deve cumprir no contrato de franqueamento, será a base do Contrato de Franquia, caso você aceite as condições que vão reger legalmente a relação.

2 – Existem fornecedores definidos ou o franqueado deve contratar?

Em muitas redes onde as unidades produzem as mercadorias, as franqueadoras têm uma lista de fornecedores com preços especiais.

Caso você precise pesquisar fornecedores, é um trabalho adicional grande para contratar empresas de acordo com as normas de qualidade da marca, negociar condições e pesquisar opções mais baratas constantemente.

3 – Quais os treinamentos são oferecidos?

É importante entender qual o programa de treinamento que a rede oferece:
⦁ Os treinamentos são presenciais ou virtuais – e se há custos extras;
⦁ São apenas teóricos ou com parte prática;
⦁ São abertos à sua equipe de colaboradores ou exclusivamente a você – o que cria no franqueado a obrigação de replicar o conhecimento adquirido.

4 – Qual o plano de expansão da franquia?

Muitos franqueados não avaliam o plano de expansão, mas ele é fundamental para mostrar o dinamismo da franqueadora no mercado.

O plano mostra se e como a franqueadora está investindo em novos mercados, principalmente o seu, programando novas unidades e o quanto o plano pode impactar – positivamente ou não – na imagem da marca em cada unidade (região).

A estabilidade é fundamental para você investir em um negócio próprio? Então veja o que as Franquias podem oferecer!

5 – Qual a história da marca no mercado?

A história da empresa antes de criar a rede de franquias é um quesito muito importante para avaliar a solidez da marca e os valores que a trouxeram até aqui e a levarão em frente no sistema de franquia.

Um ótimo exemplo é a Red Balloon, uma Franquia de Escola de Inglês desde 2002, mas que existe como marca há mais de 45 anos. Isso transmite a segurança de uma história suportando a imagem da empresa.

 

suporte dado pela franqueadora

 

6 – Qual o suporte dado pela franqueadora?

Este ponto é fundamental para avaliar a qualidade na relação com a marca no dia a dia – conhecer as formas de suporte que ela oferece aos franqueados.

Questione quais os canais de atendimento aos franqueados que a franqueadora usa para as dúvidas e problemas do dia a dia, o quanto esses canais são informatizados – e se há treinamento específico.

7 – Existe limitação de canais de relacionamento com os clientes?

Vivemos a era do e-commerce e do delivery e, dificilmente, um negócio opera sem essas modalidades hoje em dia, conforme o produto ou serviço.

Mas, em algumas franquias podem existir restrições ao uso desses canais, o que acaba entrando em conflito com as suas expectativas sobre a cobertura do mercado. Se você pretende investir em uma franquia de varejo, esse ponto é crítico!